Information Visualization

Campus Party Brasil 2015

For the first time a specific curation about information visualization at Campus Party Brazil was created and it was coordinated by me. Among the lectures we had an introduction for me and Julia Giannella (PhD candidate, ESDI-UERJ), another of Prof. Mauro Pinheiro (from UERJ), a designer Flavio Pessoa (Superinteressante Magazine) and a lecture of Professors Doris Kominsky and Claudio Esperança (from UFRJ).

Two interesting posts published at Visualoop and MundoBit about this event.

Here are the videos of the lectures (only in portuguese, sorry):

—–

Pela primeira vez tivemos uma curadoria específica para Visualização de informação na Campus Party Brasil e esta foi coordenada por mim. Entre as palestras tivemos uma introdução por mim e pela Julia Giannella, outra do Prof. Mauro Pinheiro, uma do designer Flávio Pessoa e a última dos professores Doris Kominsky e Claudio Esperança.

Saíram duas matérias muito no Visualoop e no MundoBit.

Seguem os vídeos das palestras que contam muito mais do que aconteceu:

Standard
Design

Leo Burd na Campus Party Brasil 2015

Quando fui ao MIT em outubro do ano passado representar a equipe Brasileira do Projeto Inovação e Sustentabilidade que realizou uma cooperação internacional com a equipe do projeto Forage Tracking do Senseable City Lab tivemos o enorme prazer de receber na sala de reunião o brasileiro e atualmente pesquisador doMIT Media Lab, Leo Burd.

Leo Burd

Quem ainda não sabe ou não acompanhou a trajetória do Leo, ela é impressionante. Ele fez Bachelerado em Ciência da Computação no ITA, mestrado em criação de softwares educacionais na UNICAMP e PhD do MIT Media Lab no desenvolvimento de iniciativas tecnológicas para empoderamento social, orientado por nada menos que Mitchel Resnick.

No MIT ele trabalhou na área da educação e contribuiu bastante para o trabalho do seu orientador no desenvolvimento do Scratch, plataforma para incentivar a crianças e adolescentes a linguagem de programação e desenvolvimento multimídia. Juntamente com outros pesquisadores fundou o Department of Play, que desenvolve toolkits digitais de código aberto para explorar a apoiar a aprendizagem participativa  e o engajamento cívico entre crianças e adolescentes em seus bairros.

Você está trabalhando com as comunidades que não têm acesso fácil à Internet? Talvez um dos projetos do Leo pode ajudar nesse aspecto, o VoIP Drupal. Quem saber mais dessa história? Leo estará no Palco Principal da Campus Party Brasil, no dia 05 às 14:30.

 

Standard
warning-rodrigomedeiros-divulgacao-creditos-eduardo-loureiro
Design

Vai ter Visualização de informação na Campus Party Brasil

Como apresentado muito bem no site Visualoop Brasil, vamos ter curadoria específica sobre visualização de informação no Palco Vênus comandada por mim que desde 2012 estava com a curadoria de robótica e este ano retomo ao meu tema de pesquisa e de formação acadêmica e assumo essa curadoria em Visualização de Informação.

Acredito que temos muito o que avançar na área no Brasil, estamos vendo muitos pesquisadores indo para fora do país para se dedicarem a produção de conhecimento em visualização. O mercado brasileiro de infografia já é muito respeitado mundo a fora, agora é hora de olharmos mais a frente e pensar como faremos isso em visualização de informação que é ainda mais multidisciplinar e envolve vários segmentos do conhecimento como a ciência da computação, design, estatística, ciência da informação, cartografia e etc.

Para saber mais informações olha a programação da Campus Party, lá teremos quatro atividades:

5 de fevereiro às 11:45: Visualização de informações em interfaces cartográficas e físicas: Quais os avanços da área por pesquisadores brasileiros? com uma parceria entre mim e Julia Giannella, doutoranda em Design na ESDI-UERJ.

6 de fevereiro às 10:30: Sistemas de Informação Ambiente com Mauro Pinheiro que fez doutorado na área de visualização física.

7 de fevereiro às 11:45: Visualização de dados: pesquisa e prática com os professores Doris Kosminsky e Claudio Esperança da Escola de Belas Artes, Universidade Federal do Rio de Janeiro.

E mais uma palestra com um designer sobre visualização de dados em revistas mas que em breve entrará na programação.

Você vocês por lá!

Standard
vazao
Digital arts

Arte e Tecnologia em exposição no BCúbico

A partir desta terça-feira (29) até a próxima quinta-feira em Bcubico estará sediando a exposição Vazão, cujo eixo principal é a interrelação entre arte e tecnologia.  Na sexta-feira o espaço promove um debate entre o designer do C.E.S.A.R., hd mabuse, o designer da empresa 3Ecologias Ricardo Ruiz e este escriba, com a mediação do designer Rodrigo Medeiros.

A proposta do evento é colocar em evidência o debate, e as práticas, de apropriação tecnológica em diferentes niveis de complexidade e relacionar essa discussão às artes. Nesse sentido, as obras do Vazão formam (ou expressam) um corpo de abordagens teóricas e de suportes fisicos bastante variados.

O elemento que estabelece um vínculo comum entre os trabalhos nem e exatamente o uso de tecnologia nos respectivos processos de criação ou no ‘funcionamento das instalações’ – posto que toda criação humana sempre tem como base algum nível tecnológico envolvido. A liga no Vazão e outra. São as chamadas práticas de subversão de técnicas e tecnologias, a partir das quais se realiza a abertura de caixas pretas e a ‘brincadeira’ com o que se encontra lá.

A subversão de plataformas, de materiais e de tecnologias para fins diferentes daqueles para os quais foram pensados (e comercializados) se investe de uma pulsão por liberdade criadora aberta e necessariamente virtuosa. E interessante lembrar que esse ‘desvio’ faz parte da cultura brasileira de forma orgânica – o termo que melhor expressa esse vinculo talvez seja ‘gambiarra’. A palavra nos últimos anos vem sendo pensada e usada para além do censo comum, no sentido de expressar essa capacidade de reinvenção. No mesmo sentido, o termo  hackeamento, também ajuda a compreender o que há de comum nos trabalhos do Vazão. Além da exposição, o Vazão também resultará numa revista, com textos que ampliam a essa discussão sinalizada nos trabalhos.

Participam dessa amostra um variado conjunto de especialistas:

Ricardo Ruiz, Jeraman, Filipe Calegário , Rodrigo Medeiros , Jarbas Jácome, Manoel da Fonte, Ricardo Brazileiro , Autom.Ato , Livreiro Trêszerocinco, Edson Barrus , Thelmo Cristovam, Paulo Faltay , Henrique Foresti, João Paulo Cerquinho, Lula Pinto , H D Mabuse, Yann Beauvais

SERVIÇO

O QUE: EXPOSIÇÃO e PUBLICAÇÃO

ONDE: BCúbico, Rua do Bom Jesus, no. 127, quinto andar.

QUANDO:  de terça a sexta-feira 10 as 20h

DEBATE: sexta-feira, 1 de junho às 19hrs.

Entrada Grátis

Standard
Information Visualization

Visualização de informação sobre repasses do Governo Federal

Na última semana tive uma surpresa ao receber como trabalho de seminário de uma das minhas disciplinas o trabalho Repasses do Governo Federal para os Governos dos Estados acumulados em 2011, feito pelo Vinicius Alves do 1º primeiro período do curso de Webdesign da Faculdade IBGM.

dados-api-vinicius

A programação feita em Python, com a API do Google Charts e mapas. Achei muito bacana o experimento, principalmente porque ele chegou na disciplina com interesse em explorar ‘APIs de dados públicos’ e já nos primeiros exercícios conseguiu chegar num resultado interessante!

Standard